Blogonet » Blogs » Nothingandall

RSS Nothingandall - Fiche du blog

Signaler


Derniers articles publiés sur le blog

O Mar - Jorge Luís Borges

Ajouté il y a 1 jour, via Nothingandall, dans Culture

Antes que o sonho (ou o terror) tecera mitologias e cosmogonias, antes que o tempo se cunhasse em dias, o mar, sempre o mar, já estava e era. Quem é o mar? Quem é o violento e antigo ser que destrói os pilares da terra, e é só um e muitos mares, e abismo e resplendor e azar e vento? Quem o...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Noite - Menotti del Pichia

Ajouté le 23-08-2016, via Nothingandall, dans Culture

Imagem daqui As casas fecham as pálpebras das janelas e dormem. Todos os rumores são postos em surdina, todas as luzes se apagam. Há um grande aparato de câmara funerária na paisagem do mundo. Os homens ficam rígidos, tomam a posição horizontal e ensaiam o próprio cadáver. Cada leito é a...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Consolo - Lygia Menezes

Ajouté le 22-08-2016, via Nothingandall, dans Culture

Jamais chores, mulher, jamais lamentes a dor profunda que te punge a alma. Não digas a ninguém o mal que sentes, sofres em silencio e tua dor se acalma. Nas horas longas de tormento infindo não te deixes vencer. Mulher, canta, disfarça sempre a tua dor sorrindo e finge que o tormento não te...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Carta ao oceano - antónio nobre

Ajouté le 17-08-2016, via Nothingandall, dans Culture

Ó Grande Alma trágica e sombria! Quando hás-de enfim, na campa repousar? Após a luta persistente e fria, Ah, quanto é bom morrer... dormir... sonhar... Estrebuchas nas ânsias da agonia, Há mil e tantos séculos, ó Mar! E nunca cessas de lutar, um dia, E nunca morres, Alma singular! Mas, ao...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Ideal - Fagundes Varela

Ajouté le 17-08-2016, via Nothingandall, dans Culture

Não és tu quem eu amo, não és! Nem Teresa também, nem Ciprina; Nem Mercedes a loira, nem mesmo A travessa e gentil Valentina. Quem eu amo te digo, está longe; Lá nas terras do império chinês, Num palácio de louça vermelha Sobre um trono de azul japonês. Tem a cútis mais fina e...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Súplica - Miguel Torga

Ajouté le 15-08-2016, via Nothingandall, dans Culture

Agora que o silêncio é um mar sem ondas, E que nele posso navegar sem rumo, Não respondas Às urgentes perguntas Que te fiz. Deixa-me ser feliz Assim, Já tão longe de ti como de mim. Perde-se a vida a desejá-la tanto. Só soubemos sofrer, enquanto O nosso amor Durou. Mas o tempo passou, Há...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Para que vim eu ao mundo - Gonçalves de Magalhães

Ajouté le 15-08-2016, via Nothingandall, dans Culture

Do céu as estrelas Acaso no brilho São todas iguais? São umas mais belas, E outras parecem Funéreos fanais. Assim são os fados Dos tristes mortais. Cada qual tem sua sorte; Um foi para a dor gerado, E outro pela ventura Ao nascer foi embalado. Quanto mais penso, mais creio Neste mistério...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

A Mulher Grávida - Jaime Cortesão

Ajouté le 15-08-2016, via Nothingandall, dans Culture

Eu sou a mulher pejada. Minha boca apetecida, Com outra boca colada, Deu beijos para dar Vida. Em mim é santo o Desejo, É santo por ser fecundo: Puz toda a alma num beijo, E fui a origem do mundo. Olhai: caminho por entre Todo o povo sem receio, Pois trago um filho no ventre E uma fonte em cada...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Opus ∞ +1 - Fiama Hasse Pais Brandão

Ajouté le 15-08-2016, via Nothingandall, dans Culture

Title Deutsch: Stilleben mit Flasche und Apfelkorb Date 1890-1894; Medium Oil on canvas; 62 × 79 cm Art Institute, Chicago Paul Cézanne (19 Jan 1839; 23 Oct 1906) Folhas novas em que a chuva não penetra mas esvoaça. A dis tância da chuva pela qual eu posso deduzir da paisagem que estou a...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Reticenciamento - Evandro Gomes

Ajouté le 11-08-2016, via Nothingandall, dans Culture

Quanto mais eu me concluo Muito mais eu me improviso. Resgato-me do dia de ontem E adio-me para outro século E por lá invento meu próprio tempo Num eterno reticenciamento de vida e solidão. Evandro Evandro Marques De Souza Gomes, nascido em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, em 11 de...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Commentaires

Ils aiment ce blog