Blogonet » Blogs » Nothingandall

RSS Nothingandall - Fiche du blog

Signaler


Derniers articles publiés sur le blog

Possibilidades - wislawa szymborska

Ajouté il y a 19 heures, via Nothingandall, dans Culture

Prefiro cinema. Prefiro os gatos. Prefiro os carvalhos nas margens do Warta. Prefiro Dickens a Doistoievski. Prefiro-me gostando dos homens em vez de estar amando a humanidade. Prefiro ter uma agulha preparada com a linha. Prefiro a cor verde. Prefiro não afirmar que a razão é culpada de tudo....

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

O Melhor Jogador do Europeu Sub 21 ...

Ajouté il y a 22 heures, via Nothingandall, dans Culture

Portugal era a melhor equipa do Europeu. Apenas a Itália - que foi afastada das meias finais porque Portugal concedeu o empate frente à Suécia "escolhendo" esta como parceira - se lhe aproximava. José Sá, Paulo Oliveira, William Carvalho e Bernardo Silva fizeram excelentes...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Chave - Carlos de Oliveira

Ajouté il y a 2 jours, via Nothingandall, dans Culture

Arte do vidro daqui Se uma película de vidro adere à pele da pedra; se algum Vento vier. Afere-lhe o esplendor; martela, fere: um som de ferro no exterior; por dentro outra textura mais espessa. Poisa como um verniz depois o ar suave a sua laca no esmalte fracturado E levanta-se então....

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Medo - Reinaldo Ferreira (na voz de Amália)

Ajouté le 30-06-2015, via Nothingandall, dans Culture

Quem dorme à noite comigo? É meu segredo, é meu segredo! Mas se insistirem, desdigo. O medo mora comigo, Mas só o medo, mas só o medo! E cedo, porque me embala Num vaivém de solidão, É com silêncio que fala, Com voz de móvel que estala E nos perturba a razão. [Que farei quando deitado,...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Morte Suave - Tristão da Cunha

Ajouté le 29-06-2015, via Nothingandall, dans Culture

Ei-los que vão-se ao mal de onde vieram, Os males da minh'alma envelhecida: E a lembrar tantos risos que os trouxeram, Eu choro docemente esta partida... Prantos lavam o sangue que verteram, Na atroz delícia que já vai perdida, E enche-me de saudades que ainda esperam A saudade que um monge tem...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Uma vez mais ... - Velimir Khlébnikov

Ajouté le 28-06-2015, via Nothingandall, dans Culture

Uma vez mais, uma vez mais Sou pra você Uma estrela. Ai do marujo que tomar O ângulo errado de marear Por uma estrela: Ele se despedaçará nas rochas, Nos bancos sob o mar. Ai de você, por tomar O ângulo errado de amar Comigo: você Vai se despedaçar nas rochas E as rochas hão de rir Por fim...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Soneto - Rodolfo Alves de Faria

Ajouté le 25-06-2015, via Nothingandall, dans Culture

A sombra geme aqui. Ruínas este soneto. A arcaria da frase é um esgarado momo e, sobre este papel, erguem-se os versos como velhos muros de pedra ou restos de esqueleto. A imagem lembra um curvo e triste cinamomo, onde a hera da dor se enrosca ao tronco preto e passeia, através da quadra e do...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

As virtudes dialogais - Pedro Oom

Ajouté le 24-06-2015, via Nothingandall, dans Culture

Dentro de mim há uma planta que cresce alegremente que diz bom dia quando nos amamos ao entardecer e boa noite quando florimos à alvorada uma árvore que não está com o tempo este tempo a que chamamos nosso. in Actuação escrita (Lisboa: & etc, 1980) Pedro dos Santos Oom do Vale (nasceu em...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Incontentado - Martins Fontes

Ajouté le 23-06-2015, via Nothingandall, dans Culture

Quando em teus braços, meu amor, te beijo, se me torno, de súbito, tristonho, é porque às vezes, com temor, prevejo que esta alegria pode ser um sonho. Olho os meus olhos nos teus olhos... Ponho, trêmulo, as mãos nas tuas mãos... E vejo que és tu mesma, que és tu! E ainda suponho Ser...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Rastros - Paulino de Oliveira

Ajouté le 22-06-2015, via Nothingandall, dans Culture

De chofre, como rápido meteoro Que risca as minhas noites mal veladas Surgem faiscando e fogem apressadas Coisas que mal compreendo e mal decoro Lembranças vagas a que em vão imploro E estendo os braços... coisas apagadas, Rastros de antigos prantos e risadas Que debandaram em sombrio coro É...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Commentaires

Ils aiment ce blog