Blogonet » Blogs » Nothingandall

RSS Nothingandall - Fiche du blog

Signaler


Derniers articles publiés sur le blog

Fidelidade - Jorge de Sena

Ajouté le 02-11-2020, via Nothingandall, dans Culture

Diz-me devagar coisa nenhuma, assim como só a presença com que me perdoas esta fidelidade ao meu destino. Quanto assim não digas é por mim que o dizes. E os destinos vivem-se como outra vida. Ou como solidão. E quem lá entra? E quem lá pode estar mais que o momento de estar só consigo?...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

BrevÍssimo crepÚsculo - luís miguel nava

Ajouté le 29-09-2020, via Nothingandall, dans Culture

Escrevo, o que não deixa de, por meias  palavras, fazer ver as ondas ascendendo  do fundo dos baús.  A água a contas com as trevas.  Fascinam-me essas ondas, bem como uma pedra às mãos de quem procura abrir nela um sorriso, o céu que neste poema sei subentendido e apenas aos olhos...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Ondas do Mar - Tim

Ajouté le 28-09-2020, via Nothingandall, dans Culture

Cet article est entièrement visuel (image, vidéo...). Voir l'article sur le blog original →

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Poesia de provérbios

Ajouté le 02-09-2020, via Nothingandall, dans Culture

É mais fácil aconselhar do que praticar. É mais fácil pensar do que dizer. É mais fácil demolir do que edificar.  É mais fácil presumir do que saber.  É mais fácil prometer do que dar.  É mais fácil tomar que restituir. É mais fácil um boi voar.  Falar verdade a...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Eu vi a linda Estela, e namorado - Alvarenga Peixoto

Ajouté le 27-08-2020, via Nothingandall, dans Culture

Eu vi a linda Estela, e namorado  Fiz logo eterno voto de querê-la;  Mas vi depois a Nize, e é tão bela,  Que merece igualmente o meu cuidado.  A qual escolherei, se neste estado  Não posso distinguir Nize de Estela? Se Nize vir aqui, morro por ela; Se Estela agora vir, fico...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

E a Vida foi, e é assim, e não melhora - António Nobre

Ajouté le 18-08-2020, via Nothingandall, dans Culture

E a Vida foi, e é assim, e não melhora. Esforço inútil. Tudo é ilusão. Quantos não cismam nisso mesmo a esta hora Com uma taça, ou um punhal na mão! Mas a Arte, o Lar, um filho, António? Embora! Quimeras, sonhos, bolas de sabão. E a tortura do Além e quem lá mora! Isso é, talvez,...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

José Saramago, o nosso Nobel da Literatura faleceu há dez anos

Ajouté le 18-06-2020, via Nothingandall, dans Culture

Mas porquê, avó, por que te sentas tu na soleira da tua porta, aberta para a noite estrelada e imensa, para o céu de que nada sabes e por onde nunca viajarás, para o silêncio dos campos e das árvores assombradas, e dizes, com a tranquila serenidade dos teus noventa anos e o fogo da tua...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Canção amarga - David Mourão-Ferreira

Ajouté le 16-06-2020, via Nothingandall, dans Culture

Que importa o gesto não ser bem o gesto grácil que terias? Importa amar, sem ver a quem... Ser mau ou bom, conforme os dias. Agora, tu só entrevista, quantas imagens me trouxeste! Mas é preciso que eu resista e não acorde um sonho agreste. Que passes tu! Por mim, bem sei que hei-de aceitar o...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

.Quand on ne s'aime plus - Julio Dantas

Ajouté le 19-05-2020, via Nothingandall, dans Culture

Ponto final. Adeus. Tinha previsto o fim. Quiz muito, quiz demais... O culpado fui eu. Se é que póde morrer o que nunca viveu, Sinto que morreu hoje o teu amor por mim. Fiz mal em vir? Talvez. Quizeste vêr-me: vim. Que placidez a tua e que sorriso o teu! Amor que raciocina é amor que morreu....

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Anunciação - Luís Amaro

Ajouté le 05-05-2020, via Nothingandall, dans Culture

Imprecisa e grácil te imagino Rasgando de esperança a noite enorme E iluminando o coração soturno Que mora, exilado, em mim. Teu vulto vence a névoa do crepúsculo e detém meus passos sem destino A beira da noite hiante e pálida Com, lá no fundo, a minha imagem Desfigurada e triste,...

Ajouter un commentaire | Lier avec un autre article | Fiche de l'article

Commentaires

Ils aiment ce blog